Notícias | Turismo

ACERT apoia plano nacional de pesca e cobra o Estado

jun 1, 2023 | Notícias, Turismo

Destacando a participação da Embratur como estratégico para promover e comercializar os destinos de pesca esportiva do Brasil, o empresário Ademilson Esquivel, associado da ACERT (Associação Corumbaense das Empresas de Turismo) elogiou a iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura em lançar o plano nacional para o desenvolvimento sustentável do setor.

As metas foram anunciadas pelo ministro André de Paula durante evento em Brasília, na quarta-feira (31), e a ACERT foi uma das entidades convidadas. O plano foi construído com a participação do setor privado da pesca amadora e esportiva e do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais do Turismo (Fornatur) com foco no mercado.

“Pela primeira vez temos um plano de desenvolvimento sustentável onde não se fala apenas em pesca e recursos pesqueiros, mas em comercialização, vender o Brasil como paraíso da pesca esportiva”, disse Ademilson, realçando o envolvimento da Embratur em um dos programas a serem implementados, que é a promoção e divulgação do setor.

Mais apoio em MS

Presente ao evento, o associado da ACERT afirmou que o plano nacional vem ao encontro do pensamento dos empresários que atuam com a pesca esportiva no Pantanal de Corumbá, principalmente na manutenção do estoque pesqueiro com a prática do pesque-solte, mas também no fomento e ordenamento da pesca, produção e gestão de dados e mais apoio na promoção.

“Saímos muito animados de Brasília, com a certeza de que a ACERT e seus associados estão no caminhando certo ao defendermos a sustentabilidade da pesca esportiva no Pantanal, a exemplo de Goiás, onde há muito tempo se pratica o transporte zero de pescado, como citou o Secretário Nacional de Pesca, Expedido Neto, em sua fala. É preciso que o governo de Mato Grosso do Sul também tenha essa linha de pensamento e crie políticas de desenvolvimento do setor”, cobrou.

O paraíso é aqui

O Plano Nacional para o Desenvolvimento Sustentável da Pesca Amadora e Esportiva visa a formulação de políticas de governança sólidas, integradas e inclusivas e está centrado na melhoria da infraestrutura e promoção internacional dos destinos, estimando-se a movimentação de 2 bilhões de dólares/ano e geração de 200 mil empregos.

“Nos Estados Unidos, a pesca representa 148 bilhões de dólares, enquanto o paraíso da pesca é aqui, temos a maior reserva de água doce do mundo. Precisamos captar essa economia e teremos a Embratur do nosso lado”, disse o ministro André de Paula, anunciando que a meta do governo é dobrar o número de campeonatos regionais de pesca, hoje em torno de 100.

Mais informações:
Acertms
Facebook
Instagram

Veja ainda:
Licença de pesca:
Licença de Pesca
Cartilha do pescador:
Cartilha do Pescador