Notícias

Corumbá divulga o ‘pesque e solte’ na maior feira de pesca esportiva da América Latina

mar 18, 2023 | Notícias

Na abertura do evento, acontecerá o 1º Fórum Nacional do Turismo de Pesca, que contará com a participação de dois empresários associados da ACERT como palestrantes durante os painéis “Antes e depois da mudança de postura na pesca esportiva no Pantanal-MS”, abordando os avanços e reflexos nos últimos anos com a prática do pesque e solte no Rio Paraguai, e “Mulheres na Pesca Esportiva”, destacando o crescimento do público feminino no Pantanal.

A presença dos associados da ACERT na feira é uma oportunidade de Corumbá mostrar ao público qualificado que acompanha a evolução e as novas tendências da pesca esportiva seu potencial nesse esporte aquático, onde se constitui em um dos principais destinos no Brasil. A Capital do Pantanal tem a maior estrutura para a prática da pesca esportiva, seja para pescaria em embarcações individuais (pousadas) ou em grupos (barcos-hotéis, para 20 a 80 pessoas).

Esporte cresce no Brasil
Apoiando os operadores de Corumbá, a Fundtur/MS terá um estande personalizado na feira, onde um telão estará reproduzindo vídeos dos empresários e instituições participantes apresentando a estrutura e a piscosidade dos rios do Pantanal. “A finalidade do telão é chamar a atenção do público e mostrar que Mato Grosso do Sul tem peixe e ótima infraestrutura para receber os pescadores esportivos”, afirma Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundtur/MS.

Em sua 15ª edição o Pesca & Companhia Trade Show nasceu em 2007 para atender as necessidades do segmento: um voltado para o mercado profissional de pesca em que fabricantes, importadores e operadores de turismo pudessem negociar frente-a-frente com o
mercado varejista. O evento é considerado o lugar certo para encontrar o público que viaja com frequência e procura destinos e pesca que oferecem serviço de qualidade.

A pesca esportiva no Brasil, em suas diferentes vertentes, vem experimentando expressivos índices de crescimento nos últimos anos, propiciando uma robusta geração de renda e emprego em uma vasta cadeia produtiva por todo o país. A manutenção desses índices de crescimento está intimamente ligada ao turismo da pesca, considerado o motor do segmento, e que está carente de políticas públicas para seu continuo desenvolvimento.